Release

Download Release Português

­Seychelles 13 anos

 

Em atuação desde o início da década passada, o Seychelles completa 13 anos de carreira em 2015 com 3 álbuns e 3 EPs lançados. Neste ano, o quarteto também celebra uma década de lançamento do seu disco de estreia, Ninfa do Asfalto (Reco Head).
A banda opta por construir uma trabalhada sonoridade que bebe diretamente no rock da década de 1970. Seu trabalho é eminentemente urbano, nascido da loucura da cidade grande, da aglomeração de sons de buzinas e reclamações de trânsito, que acabam por inspirar as linhas de baixo e solos de guitarra.

Distorções que nasceram nas mãos de bandas como Secos e Molhados e Mutantes ganham uma camada extra urbana e dançante. Com letras que privilegiam a poesia e temas adultos e universais, as canções são geralmente críticas, mas tratadas de forma lúdica e bem humorada.
Em sua trajetória ao vivo, o já quarteto participou de importantes festivais e projetos. Em 2005, se apresentou no palco principal do 5º Fórum Social Mundial, em Porto Alegre (RS). No ano seguinte, foi convidado para encerrar a 5ª edição do Araraquara Rock, festival de destaque no interior de SP. Em 2009, tocou na Virada Cultural de São José do Rio Preto (SP), ao lado de artistas como Ludov, Arnaldo Antunes e Sepultura.

Em 2014, o Seychelles apresentou no MIS (Museu da Imagem e do Som) e no CCSP (Centro Cultural São Paulo) show em homengam aos 20 anos do álbum Nirvana Unplugged in New York. O disco foi apresentado na íntegra pela banda, respeitando a ordem das faixas e os arranjos originais.

Antes disso, em 2012, à convite do Sesc Consolação, apresentou um show em homenagem aos 40 anos dos Rolling Stones, apenas com canções da banda inglesa.

Membro atuante da cena paulistana, o Seychelles sempre buscou parcerias e intercâmbio com outros artistas. No album, Seychelles III (2012), Edgard Scandurra (Ira!) canta e toca guitarra em uma das faixas. O disco ainda traz as participações de Monique Maion e André Frateschi.

 

Seus integrantes participam de outros projetos musicais. O vocalista Gustavo Garde conta com 4 discos lançados em carreira solo. Se apresentou junto com Edgard Scandurra na Virada Cultural de São Paulo em 2011 com a banda Os Bons Mods. Mantém junto com Monique Maion o duo Sunset. Faz parte da banda do cantor Mauro Motoki.

O baixista Renato Cortez toca com as bandas Cérebro Eletrônico, Jumbo Elektro, VACA, Heroes (tributo a David Bowie) e acompanha a cantora Miranda Kassin. Atuou no processo de formação dos Pontos de Cultura do Programa Cultura Viva, durante o governo Lula, e ministrou oficinas de capacitação e produção musical em Software Livre em todo Brasil.
O guitarrista Fernando Coelho faz parte das bandas Mamma Cadela, VACA, Heroes, Monique Maion, Ozório Trio. Também atua como professor de Áudio Digital e Registro Visual Sonoro pela Unip (Universidade Paulista), e de Sonorização no curso de pós graduação em Cenografia e Figurino pela Faculdade Belas Artes, em São Paulo. O baterista Paulo “Chapolin” Rocha, além do Seychelles, integra a banda Ludov.

 

  

SEYCHELLES por:

Scandurra

“Já faz muito tempo que venho sonhando com o surgimento de uma banda que não trouxesse em seus planos a mediocridade apelativa na busca pelo su- cesso fácil. Acho que meu sonho se realizou…

Não vejo no Seychelles, de jeito nenhum, as famigeradas mãozinhas para cima, os gritos de “aí, gente!” e outras atitudes que me afastam cada vez mais do que as rádios insistem em chamar de pop-rock.”

Edgard Scandurra (Ira!)

 

Thunderbird

“Quando chegou nas minhas mãos o EP de estréia e o primeiro álbum da banda Seychelles, tomei um susto. Percebi uma diferença no som, nos arranjos, no nível técnico dos músicos da banda. Desconfiado, esperei uma oportunidade de conferir o desempenho da banda ao vivo. E foi num festival que pude constatar que a banda era mais que uma produção de estúdio. Num formato clássico com vocal+guitarra+baixo+bateria, os caras ganharam meu voto de melhor apresentação do evento. Mas podia ser o momento, o clima, a comparação com outras bandas que havia assistido naquele dia. Então, veio a segunda mostra da capacidade de reproduzir seu repertório, num clube menor do circuito paulistano de rock. Foi ali que tive a certeza de que Seychelles é uma banda diferenciada. Se destaca por trazer algo novo aos ouvidos, com competência e criatividade. Esse segundo disco vem pra colocar à prova a vitalidade do grupo. A vontade de continuar surpreendendo, comovendo pela textura do som, pela poesia, pela execução de seus músicos. E pela vontade de apresentar algo diferente. Isso já bastaria pra me convencer de que essa é mais uma banda interessante pro meu hall de “escolhidos”. Mas eles vão além da expectativa. Ainda bem. Vida longa ao Seychelles.”

Luiz Thunderbird (Devotos de N.S. Aparecida)

 

Captura de tela 2013-01-22 às 20.03.03

“Mais do mesmo. Isso poderia soar pejorativo pra qualquer outra banda, mas no caso do Seychelles é um elogio. Quer dizer que a banda mantém seu caminho de estar à procura de novos caminhos dentro da música, ou seja, eles estão de novo experimentando e buscando e o resultado sempre é diferente. Melodias intrigantes, arranjos bem amarrados e boas letras. É uma história que continua sendo escrita e nunca se sabe o final. É como ir numa montanha- -russa em um parque de diversões: você sabe todas as curvas que ela tem, mas sempre toma susto.”

Clemente Nascimento (Inocentes)

 

FORMAÇÃO

Gustavo Garde 

gugao.jpg

# Cantor, compositor e intérprete

# vocalista, violonista e guitarrista do Seychelles

# Quatro discos solo lançados: “A carruagem” (2005), “Sangralove” (2006), “Ancestral” (2007) e “Canções partidas” (2013). http://www.sey.art.br/o-cavalo-da-memoria-trilogia-de-gustavo-garde/

# Mantém desde 2008 o duo Sunset, junto com a cantora Monique Maion. Conta com um disco lançado, “Muru-muru”. http://www.amusicoteca.com.br/?p=6455 # Participou junto com o guitarrista Edgard Scandurra (Ira!) e o baterista Claudio Fontes (Solano Star), em 2008, da banda Os Bons Mods, um tributo aos clássicos da cena mod nos anos 70 – como The Who, The Kinks, The Jam e Small Faces. O grupo foi destaque na programação da Virada Cultural de São Paulo em realizada em 2008.

# Atualmente, também trabalha na composição e produção de trilhas com finalidades terapêuticas, para jornadas de cura relacionadas à terapia floral.

 

Fernando Machado Coelho

coei.jpg

# Guitarrista e compositor
# Além do Seychelles, acompanha as bandas Heroes (Tributo à David Bowie), Monique Maion e Ozorio Trio.
# Mantém suas bandas autorais Mamma Cadela e VACA.

# Também atua como Professor de Audio Digital e Registro Visual Sonoro para Produção Audio Visual e Design gráfico pela Unip (Universidade Paulista), e de Sonorização no curso de pós graduação em Cenografia e Figurino pela Faculdade Belas Artes, em São Paulo.

# Trabalha com captação de som direto com o video maker Pedro Bayeux.

# Como artista plástico, desenvolve colagens e peças a partir do reciclagem de telas usadas e outros materiais.


Renato Cortez:

arg.jpg

 # Multi instrumentista e produtor musical, atuante na cena independente de São Paulo desde 1999.

# Baixista do Seychelles, produziu o último disco da banda, “Seychelles 3″.

# Toca também no VACA, Cérebro Eletrônico, Jumbo Elektro, Heroes (tributo a David Bowie) e acompanha a cantora Miranda Kassin.

# De 2006 a 2008, fez parte da Equipe Cultura Digital e atuou no processo de formação dos Pontos de Cultura do Programa Cultura Viva.

# Ministrou oficinas de produção musical em Software Livre em todo Brasil, a partir do Pontos de Cultura, nos chamados “Encontros de Conhecimentos Livres”Esses encontros visavam capacitar os agentes locais em produção multimídia em Software Livre.

# Atualmente, além de produzir discos de outras bandas, faz trilhas, jingles e paisagens sonoras para filmes e publicidade em seu estúdio.

www.munizcortez.wordpress.com

Paulo “Chapolin” Rocha

ch.jpg

# Baterista
# Estudou durante quatro anos com Claudio Tchernev na escola musical “Art Livre”.
# Frequentou aulas na Universidade Livre de Música em São Paulo, com o percussionista Beto Caldas e a professora Lilian Carmona.
# Hoje faz parte das bandas Seychelles e Ludov.

 

DISCOGRAFIA

Paraísos Fiscais (EP) – 2014, Migué Records

Seychelles 3 – 2013, Pisces Records

NANANENEN” – 2008, Mondo 77

Ninfa do Asfalto” – 2005, Reco Head

Seychelles” (EP) – 2003, independente

 

 

LINKS

BandCamp: seychelles.bandcamp.com

Twitter: twitter.com/seychellessp

Facebook: facebook.com/seychellessp

TNB: seychelles.tnb.art.br

SoundCloud: soundcloud.com/seychelles

Clipes

“Salvem As Crianças” dir. Lorraine Gallard

“Viatura em Chamas” dir. Ricardo Sêco

“Papel” dir. Nicole Heineger

“Appaloosa” dir. Renato Cortez

Entrevistas/Docs

Entrevista/show ‘Acorde’ (2004)

Entrevista/show ‘Acorde parte 2 (2004)’

Via Alternativa – 2005