20 dezembro, 2012

Pôster Ninfa do Asfalto – Seychelles 10 anos

O Seychelles sempre teve a sorte de contar com parceiros incrivelmente talentosos, que agregaram e continuam agregando valor artístico inestimável à nossa trajetória. Quando finalizamos nosso primeiro álbum, Ninfa do Asfalto, em 2005, mostramos as músicas para o Dado Motta. Seu trabalho como desenhista, designer, artista plástico e ser humano sempre nos chamou muito a atenção. Decididamente, era a pessoa certa na ocasião para cuidar da capa do disco. Sem briefing, sem direcionamento, sem leme. Freestyle.

O resultado dessa parceria nos enche de orgulho e satisfação até hoje. Tanto é assim, que pedimos a ele que preparasse essa arte especial do Ninfa do Asfalto, à propósito das celebrações de 10 anos de banda. Aproveitamos a mensagem também para homenagear e externar nossa mais sincera gratidão por toda ajuda e contribuição do Dado Motta ao Seychelles nesses anos todos. Muito obrigado, mestre!

4 novembro, 2010

Sala do Aborto

Valeu por fazer o download de graça! Em troca, divulgue no seu Twitter e Facebook! Não custa nada, também! E ajuda bastante!






Por favor, adicione seu email pra receber notícias de Seychelles. São poucos, nós também odiamos spam! E nunca divulgaremos seu email pra ninguém.

Valeu!

Outra forma de colaborar é dando uma contribuição via payPal

A gravação de Sala do Aborto

Em um fim de semana livre na agenda de três amigos julho de 2007, Fernando Coelho, Rodrigo Fonseca e Renato Cortez, entram em estúdio e assumem identidades ocultadas e trocadas por pseudônimos (o Padre, a Múmia e o Vampiro, respectivamente).

O repertório baseou-se em letras ácidas e com humor. Todas composições criadas por um dos três participantes do projeto, contando com parcerias em alguns casos.

O local escolhido para as gravações foi o estúdio que normalmente era usado para os nossos ensaios na casa do Rodrigo Fonseca, no bairro dos Jardins em São Paulo.

A produção, mixagem e masterização ficou por conta de Renato Cortez, o Vampiro!

A música “Sala do Aborto” foi idealizada durante as gravações, mas se tratava de um roteiro para o episódio piloto de uma radio novela, e precisava de uma produção maior. Foi no 12 Dólares (estúdio do produtor Fabio Pinczowski) no Bairro do Bom Retiro em São Paulo, onde gravamos e editamos este que seria o capítulo piloto desta emocionante história de Carolina.

Ficha técnica:

1 – Sala do Aborto
(Roteiro e Letra: Fernando Coelho)

Rodrigo Fonseca – Doutor, Baixo
Fernando Coelho – Ângela, Secretária, Guitarra
Renato Cortez – Namorado, Perussão
Fabio Pinczowski (Mamma Cadela) – Apresentador, Ominychord
Guilherme Garbato (Abimonistas) – Carol (Sax)

2 – Criança Junkie
(Letra: Gustavo Garde, Fernando Coelho/ música: Rodrigo Fonseca)

Fernando Coelho – Voz, Percussão
Rodrigo Fonseca – Voz, Violão, Bateria
Renato Cortez – Baixo

3 – Guido Crepax
(Letra: Pedro Farled, Música: Rodrigo Fonseca)

Geléia (Trovadores de Bordel) – Voz
Rodrigo – Baixo, Violão, Escaleta, Bateria
Fernando Coelho – Guitarra
Pedro Farled – Narração
Miro Dantas – Backing Vocal

4 – Kamasutra Hardcore
(Letra: Pedro Farled e Rodrigo Fonseca, Música: Rodrigo Fonseca)

Mauro Motok (Ludov) – Voz
Renato Cortez – Teclados
Fernando Coelho – Guitarra, Slide
Rodrigo Fonseca – Bateria, Guitarra, Baixo

5 – Mississipi dus Infernu
(música e letra: Rodrigo Fonseca)

Luis Miranda (Chinpanzé Clube Trio) – Lap Steel
Fernando Coelho – Bateria
Rodrigo Fonseca – Voz, Violão de aço, Baixo

6 – Don’t Microphonize
(música: Mamma Cadela /letra: Rodrigo Fonseca)

André Frateschi (Heroes) – Voz
Carla Cristina – Backing Vocals
Mari Poppovic – Backing Vocals
Fernando Coelho – Guitarra, Percussão, Backing Vocals
Renato Cortez – Bateria, Percussão, Teclado, Guitarra, Backing, Moog FX
Rodrigo Fonseca – Baixo, Percussão, Backing

7 – Barraca
(música e letra: Fernando Coelho)

Fernando Coelho – Bateria, Guitarra, Vozes
Rodrigo Fonseca – Backing Vocals
Miro Dantas (Boom Project Band) – Backing Vocals
Geléia – Backing Vocals
Renato Cortez – Baixo, Backing vocals

8 – Fragmento
(música: Fernando Coelho)

Fernando Coelho – Guitarra
Renato Cortez – Violão

9 – Vegas
(música e letra: Rodrigo Fonseca)

Gustavo Garde (Seychelles) – Voz
Rodrigo Fonseca – Guitarra, Baixo, Theremin
Fernando Coelho – Bateria

10 – Vai Danada!
(composição: Renato Cortez)

Renato Cortez – Teclados MIDI e analógico, Voz sampleada, Percussão
Fernando Coelho – Guitarra, Percussão

11 – Fantasma pintor de parede
(Música e Letra: Fernando Coelho)

Alê Carmani – Voz
Isamel Lima (Mamma Cadela) – Toca Disco
Fernando Coelho – Guitarra
Renato Cortez – Baixo, Programações eletrônicas

O Conceito gráfico

Desenho gentilmente cedido pelo ilustrador Mauro Golin (Mureta), impresso em papel cartão por Marcelo Ozório no mimeógrafo.

Fotos de Fernando Coelho e Rodrigo Fonseca por Habacuque Lima

E no próximo episódio, a história de Regininha, juvenil e depravada…

19 outubro, 2010

Melhor som de 2010

Blundetto, em “Voices”, com a doce Hindi Zahra.

clique e ouça


esse disco e outros muitos em
http://nirso.blogspot.com/

16 setembro, 2010

“Votar é abrir mão do seu próprio poder.”

Por Elisée Reclus:

Tudo o que pode ser dito a respeito do sufrágio pode ser resumido em uma frase:

Votar significa abrir mão do próprio poder.


Eleger um senhor, ou muitos senhores, seja por longo ou curto prazo, significa entregar a uma outra pessoa a própria liberdade.

Chamado monarca absoluto, rei constitucional ou simplesmente primeiro ministro, o candidato que levamos ao trono, ao gabinete ou ao parlamento sempre será o nosso senhor. São pessoas que colocamos “acima” de todas as leis, já que são elas que as fazem, cabendo-lhes, nesta condição, a tarefa de verificar se estão sendo obedecidas.

Votar é uma idiotice.

É tão tolo quanto acreditar que homens comuns como nós sejam capazes, de uma hora para outra, num piscar de olhos, de adquirir todo o conhecimento e a compreensão a respeito de tudo. As pessoas que elegemos são obrigadas a legislar a respeito de tudo o que se passa na face da terra: como uma caixa de fósforos deve ou não ser feita, ou mesmo se o país deve ou não guerrear; como melhorar a agricultura, ou qual deve ser a melhor maneira para matar alguns árabes ou negros. É muito provável que se acredite que a inteligência destas pessoas cresça na mesma proporção em que aumenta a variedade dos assuntos com os quais elas são obrigadas a tratar.

Porém, a história e a experiência mostram-nos o contrário.

O poder exerce uma influência enlouquecedora sobre quem o detém e os parlamentos só disseminam a infelicidade.

Nas assembléias acaba sempre prevalecendo a vontade daqueles que estão, moral e intelectualmente, abaixo da média.

Votar significa formar traidores, fomentar o pior tipo de deslealdade.

Certamente os eleitores acreditam na honestidade dos candidatos e isto perdura enquanto durar o fervor e a paixão pela disputa.

Todo dia tem seu amanhã. Da mesma forma que as condições se modificam, o homem também se modifica. Hoje seu candidato se curva à sua presença; amanhã ele o esnoba. Aquele que vivia pedindo votos, transforma-se em seu senhor.

A atmosfera do governo não é de harmonia, mas de corrupção. Se um de nós for enviado para um lugar tão sujo, não será surpreendente regressarmos em condições deploráveis.

Por isso, não abandone sua liberdade.

Não vote!

Em vez de incumbir os outros pela defesa de seus próprios interesses, decida-se. Em vez de tentar escolher mentores que guiem suas ações futuras, seja seu próprio condutor. E faça isso agora! Homens convictos não esperam muito por uma oportunidade.

Colocar nos ombros dos outros a responsabilidade pelas suas ações é covardia.

Não vote!

(retirado do republicadefiume.blogspot.com)

20 julho, 2009

Semana agitada

Por Fernando Coelho

Terça Feira – 21/07

Lançamento CD Monique Maion no Studio SP (R. Augusta 591)
participação Gustavo Garde e André Frateschi
com nome na lista $20
lista@studiosp@studiosp.org
show 1h

Quarta Feira – 22/07

Seychelles e Mamma Cadela juntos participação Monique Maion
CCP Consolação (Rua da Consolação 1897 frente ao cemitério)
$5
show 23h
Com divulgação no Guia da Folha On Line

Sexta Feira – 24/07 (Jornada dupla)

Monique Maion (tributo a Ella Fitzgerald) na Tabacaria Ranieri
na esquina da Lorena com Ministro Rocha Azevedo (Jardins)
$20
Show 22h30

Heroes (David Bowie Cover) no Studio SP (R. Augusta 591)
com nome na lista $20
lista@studiosp@studiosp.org
show 1h

Sábado – 25/07

Mamma Cadela e Milocovikna festa Rock n Beats no Bar do Zé (Campinas – Barão Geraldo)
Av. Albino J.B. De Oliveira 1325
$5 lista@rocknbeats
23h

Com direito a entrevista que respondi para o Christian Camilo (cantor do Instiga) para o Site da festa

E em meio a tantos ensaios e shows importantes, saiu essa entrevista comigo. Escrita pela Lita Almeida para o site Loaded E-Zine

Posted by in Shows, trampos alheios and tagged as

23 junho, 2009

Com Monique ninguém brinca

Por Fernando Coelho

Nessa quarta 24/06 e quinta 25/06 tenho o prazer de tocar com Monique Maion, essa garota do Jazz-Rock-Doidera

Ela já gravou com o Gustavo o Sunset.
Criou com o Renato e Ismael (Mamma Cadela) o Die Katzen

Agora é minha vez de participar da banda dela…

Quarta 24/06 vamos tocar releituras de Ella Fitzgerald no Syndikat (na quarta apresentação desta temporada deliciosa) às 22h30, entrada R$10.
Saiba como chegar clicando aqui.

Aqui vai uma amostra do show, gravado pela Marimoon na primeira noite no Syndikat:

E quinta 25/06 vamos tocar novamente, mas com seu projeto autoral “Lola” no Tapas Club. A balada vai ser transmitida ao vivo pela sua página no myspace:
http://www.myspace.com/monmaion

venham todos!

quarta é bom para levar o papai, mamãe e a titia
quinta venha alegrinho(a)

19 novembro, 2008

Boletim do Tempo (2006) | Ale Carmani

Aproveitando a onda de discos de amigos, posto aqui o disco anterior de Ale Carmani.

Boletim do Tempo – A Crença Não Faz Diferença

Disco feito na unidade móvel do Migué Estudios, em parceria com Fernando Coelho, que arranjou e tocou em todas as músicas, também.

Músicas num ambiente neo-mpb-low-fi-higher-ground. O disco gerou alguns shows por aí. A formação ao vivo, além de nós três
(Coelho, Alê e eu), também contava com Leo Germani e Vanílson Rodrigues.

Esse trampo é de 2006, e foi feito em duas fases/locações. Em Barão Geraldo, Campinas, e no Morumbi, na antiga casa de Fabio Pinczowski, que gentilmente nos emprestou em carnaval vazio.

Download do disco

Enjoy,

Renato mCortez

Posted by in trampos alheios and tagged as

15 novembro, 2008

Madeira de Lei | Ale Carmani

Apresento orgulhosamente o disco Madeira de Lei, de Alê Carmani.

Alê é família Seychelles, compositor de boca cheia, violão fino e muita ideologia na cabeça.

Já fiz outros trampos com o Alê, que podem ser conferidos aqui, no site dele.

Esse disco é um lançamento da Traquitana Discos e Fitas, com produção de Alê e Fabio Pinczowski, mixado por este que vos posta, e masterizado por Arthur “Reco Head” Joly.

A capa e o encarte é de Elena Germani.

Download do disco

Presentinho de Novembro pra vocês…

Até já

Renato mCortez

Posted by in trampos alheios and tagged as

16 abril, 2008

Tema di Vicco

Música de Vanílson Rodrigues,

com ele e Renato no piano a 4 mãos.

Gravado na unidade móvel SuperTernura,

em South Manchester Piano Room.

Obrigado ao Bernardo!

Posted by in Sons fora de discos, trampos alheios and tagged as

4 abril, 2008

SEXTA, hj, tem balada boa

heroes.jpg

Heroes é:

André Frateschi

Miranda Kassim

Ângelo Kanaan (Chimpanzé Clube Trio)

Piero Damiani (Numismata)

Fernando Coelho (Seychelles)

Renato mCortez (Seychelles)

Só David Bowie

 

Posted by in Shows, trampos alheios and tagged as

1 abril, 2008

Arroxa, Danada!

miguézando, aqui

Arroxa em 1 minuto!

Valeu por fazer o download de graça! Em troca, divulgue no seu Twitter e Facebook! Não custa nada, também! E ajuda bastante!






Por favor, adicione seu email pra receber notícias de Seychelles. São poucos, nós também odiamos spam! E nunca divulgaremos seu email pra ninguém.

Valeu!

Outra forma de colaborar é dando uma contribuição via payPal

31 março, 2008

Jolyman

capa2.jpg

Nosso companheiro e eterno chefinho Arthur Jolly (RECO-HEAD records) acaba de lançar seu novo disco “Jolyman”. Desta vez numa onda Dub-Jazz com vários músicos do barulho participando.

entre eles o nosso baterista Paulo “Chapolim” nas faixas 3, 5 e 10

o lançamento ficou via internet e para baixa-lo clique aqui

Posted by in trampos alheios and tagged as

26 março, 2008

Ancestral – a banda

Em 2005, Gustavo Garde começou a gravar a sua trilogia no migué estúdios.. E nem imaginava onde isso ia dar..

Com os 3 discos gravados, em 2007, surgiu a idéia de montar uma apresentação ao vivo do projeto.

Enfim, dia 29 de Abril, a banda especialmente montada pra fazer o disco Ancestral se apresentará no Studio SP.

Será uma apresentação sucinta, do disco na íntegra. Uma ópera-rock.

A banda é formada por

Gustavo Garde,

Fernando Coelho,

Mauro Motoki,

Ladislau Kardos e

Renato mCortez.

E nesse fim de semana a coisa tomou forma.

Graças a querida Marimoon, tivemos o privilégio de nos juntar na natureza, e ensaiar o espetáculo.

Aqui, algumas fotos:

img_0594jpg.jpg

img_0621jpg.jpg

palco?

banda.gif

 

a banda

 

E fica desde já o convite pra apresentação.

Mais pra frente a gente faz um flyer bonitão..

19 março, 2008

Liga Leve

capa.jpg

Buena Onda é o nome do disco gravado pelos amigos e companheiros Mauro Motoki, Habacuque Lima (ambos do Ludov) e pelo Fabio Pinczowski (tecladista do Mamma Cadela e produtor dos discos do seychelles)

essa semana eles foram destaque na Home da Trama Virtual

Para conferir a matéria:

http://tramavirtual.uol.com.br/noticia.jsp?noticia=7353

para baixar:

http://www.telecoteco.com.br/ligaleve

Posted by in trampos alheios and tagged as

22 dezembro, 2007

Presente de Natal – link pra download ok!

Mamma Cadela em Busca da Verdade

capamammaweb1.jpg

Banda irmã, que se mistura em essência e integrantes com o Seychelles, desde sempre.

Pra namorar.

Produzido por Fabio Pinc, o material foi quase todo gravado ao vivo e conta com algumas participações especiais. Na faixa “Meus Eletrodomésticos”, a cantora Wanderléa empresta sua voz para interpretar um fragmento da canção “Antonico”, de Ismael Silva. Joana Cecatto, da banda paulistana Biônica, canta em francês na faixa “Lapin Noir”. Para completar, a faixa “Natunobilis” conta com um arranjo de cordas escrito por Rodrigo Fonseca e executado pelo Quarteto Canada. E metais executado em “Bohemia sem calcinha” por Guilherme Garbato, da banda Abimonistas.

Contato: banda@mammacadela.com.br

mammacadela.com.br

http://sey.art.br/sons/Mamma/Mamma Cadela Em Busca da Verdade.rar

Posted by in trampos alheios and tagged as