21 junho, 2013

“O Assalto” [Seychelles] ao vivo no Studio SP

Posted by in Shows, Vídeos and tagged as

21 junho, 2013

“Viatura em Chamas” ao vivo na Brasil2000

Captura de tela 2013-06-21 às 17.30.36

1 hora de papo e som.
Ouça o programa todo aqui:

http://brasil2000.com.br/arquivos_vivo_01.html

Posted by in na mídia, Vídeos and tagged as

21 junho, 2013

Hominis Canidae resenha “Seychelles 3”

Captura de tela 2013-06-21 às 17.27.06

Seychelles III (Pisces Records) consegue condensar o espírito inquieto e a constante busca por melodias intrigantes, riffs certeiros e versos bem amarrados que caracterizam o quarteto paulistano. O álbum, que marca os 10 anos do Seychelles, revela a evolução musical do grupo e abre espaço para algumas participações especiais que fazem parte de sua história. Edgard Scandurra canta e toca guitarra na faixa “Amigo Impulsivo”; Monique Maion faz backing vocals em “Filhinho do Papai” e divide a autoria da letra de “Ghosts are Gone”, que também conta com a participação de André Frateschi na percussão. A gravação e produção foi realizada ao longo dos 3 últimos anos e passou por 7 estúdios diferentes, em um processo de lapidação constante. É um disco que soa como deve. Seychelles III é também o primeiro produzido integralmente pela banda. O baixista Renato Cortez assina a produção e mixagem. A masterização fica a cargo de Arthur Joly (Reco Head). Capa, encarte e concepção gráfica por Alex Senna. Lançamento em fevereiro de 2013…

http://www.hominiscanidae.org/2013/05/seychelles-tres-2013.html?m=1

Posted by in na mídia and tagged as

21 junho, 2013

Miojo Indie resenha “Seychelles 3”

Captura de tela 2013-06-21 às 17.22.31

São Paulo talvez seja uma das cidade mais frutíferas para se começar uma banda, e também rota obrigatória se a intenção for viver de música – salvo exceções, claro. Mas diante de todas as opções que a cidade oferece numa sexta-feira à noite, o que determina que banda você vai querer assistir afinal? A resposta você encontra no terceiro álbum dos paulistanos do Seychelles, III(2013,  Pisces Records). Afastando-se ainda mais da certeira e previsível fórmula pop rock, que embala os hits de rádio e programas de TV, o quarteto opta por construir músicas recheadas de riffs de guitarra e uma trabalhada sonoridade que bebe diretamente do rock da década de 1970. Distorções que nasceram nas mãos de bandas como Secos e Molhados e Mutantes ganham uma camada extra de raiva urbana, resultando em um composto renovado e, consequentemente, dançante… (Continue lendo no site deles : http://miojoindie.com/2013/02/18/disco-iii-seychelles/ )

Posted by in na mídia and tagged as

21 junho, 2013

Pulsa Nova resenha “Seychelles 3”

Captura de tela 2013-06-21 às 17.15.35

Captura de tela 2013-06-21 às 17.16.04http://www.pulsanovamusica.com.br/seychelles-iii/

Já faz muito tempo que venho sonhando com o surgimento de uma banda que não trouxesse em seus planos a mediocridade apelativa na busca pelo sucesso fácil. Acho que meu sonho se realizou…

A frase acima é do guitarrista Edgard Scandurra do Ira!, ao comentar o grande apreço que ele tem pelo Seychelles. Osentimento dele é compartilhado. Lembro muito bem quando ouvi pela primeira vez uma música da banda. Acredito que foi por volta de 2004 ou 2005. Por volta desse período explodiu a onda de produção independente e compartilhamento de música em formato mp3 no Brasil. O famoso programa Napster tinha deixado seu legado. Música de graça pra todos era uma ideia radical. A outra novidade ganhava força com os blogs, os portais especializados e  as redes sociais que compartilhavam conteúdo antes limitado a mídia física.

Me recordo de ter tido contato pela primeira vez com o Seychelles no finado portal Mondo 77. Por volta de 2005/2006 ,quando a banda estava lançando o Ninfa do Asfalto. A música desse trabalho que criou a conexão entre nós (eu e banda) foi a corajosa Meu irmão George Harrison. Como não se encantar pela idéia dessa música! O corpo, a voz de Gustavo pareciam tomadas pelo espírito de George…Naquele momento a internet significava descobrir novas e incríveis expressões artisticas. E mais do que isso, significava a possibilidade de nos conectarmos com grandes artistas, vivos.

Anos se passaram. Conheci pessoalmente os músicos dessa incrível banda. Vi shows em Sescs, Studio SP e até mesmo já trouxe para Campinas o show do Seychelles. Acompanho com olhos de fã a história deste grupo que recentemente lançou seu terceiro álbum em comemoração aos 10 anos de carreira.

Este novo trabalho, batizado de Seychelles III,  produzido inteiramente pelo grupo, está em destaque em inúmeros blogs e inclusive está disponível para download no site oficial da banda. Mas o nosso papo aqui é outro.

O site  do Pulsa Nova Música tem a honra de lançar uma camiseta exclusiva em celebração ao Seychelles. A estampa, elaborada pelo designer Alex Senna (também criador da  arte do último disco) e pelo vocalista Gustavo Garde, bota no nosso peito a capa deste último álbum da banda.

Captura de tela 2013-06-21 às 17.17.06

Posted by in na mídia and tagged as

21 junho, 2013

Show de Lançamento do “Seychelles 3” na mídia. [Clipping]

Folha de S. Paulo, [Ilustrada]

23/05/13

Ilustrada

O Estado de São Paulo [Guia Divirta-se]

17/05/13

972002_4213097224425_403890127_n

Guia da Folha

17/05/13

946770_4213101704537_395224483_n

Captura de tela 2013-06-21 às 16.53.36

Captura de tela 2013-06-21 às 16.51.04

Captura de tela 2013-06-21 às 16.55.52

Captura de tela 2013-06-21 às 16.56.18

Captura de tela 2013-06-21 às 16.59.02

Captura de tela 2013-06-21 às 16.59.31

21 junho, 2013

Seychelles no Metrópolis [TV Cultura]

Metrópolis

Posted by in na mídia, Vídeos and tagged as

24 abril, 2013

Seychelles in São Paulo on 26/04/13

Posted by in Shows and tagged as

18 abril, 2013

Show de Lançamento do Seychelles 3

Dia 23 de Maio, 20h30
Entrada Franca

Centro Cultural São Paulo

4

Posted by in Shows and tagged as , ,

15 abril, 2013

Ato de Repúdio a permanência do deputado Marco Feliciano (PSC) na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara Federal

Seychelles fara um show/protesto nesse sábado, dia 16 de Março de 2013 no Ato de Repúdio a permanência do deputado Marco Feliciano (PSC) na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara Federal.

Praça Roosevelt, a tarde.

Em tempo:
(i) Nosso evento NÃO É ANTI-CRISTÃO! Temos o apoio de várias igrejas evangélicas que também não concordam com o deputado permanecer na CDHM.

Vaza!

Em resposta à permanência do deputado Marco Feliciano na presidência da CDHM, não nos resta alternativa: estaremos novamente nas ruas do País exigindo nossos direitos!

CARTA ABERTA EM REPÚDIO À ELEIÇÃO E PERMANÊNCIA DO DEPUTADO MARCOS FELICIANO PARA PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS

Nós, brasileiros, manifestamos nosso profundo descontentamento com a indicação, eleição e permanência do Deputado Federal Marcos Feliciano (PSC) como Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara federal.

Nossa manifestação baseia-se na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, Art. 1º, parágrafo único, que afirma: “TODO O PODER EMANA DO POVO, QUE O EXERCE POR MEIO DE REPRESENTANTES ELEITOS OU DIRETAMENTE, NOS TERMOS DESTA CONSTITUIÇÃO” e Art. 3º, parágrafo IV, que declara: “[Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:] PROMOVER O BEM DE TODOS, SEM PRECONCEITOS DE ORIGEM, RAÇA, SEXO, COR, IDADE E QUAISQUER OUTRAS FORMAS DE DISCRIMINAÇÃO”.

No próprio texto do histórico da CDHM (publicado em seu site) temos a afirmação: “As violações de direitos humanos continuam a ser praticadas, muitas vezes, pelos próprios agentes do Estado”.

Assim fundamentados, repudiamos as declarações racistas e homofóbicas, de conhecimento público (exaustivamente publicadas pela imprensa nacional e internacional) do citado deputado por ferirem profundamente a ética necessária àquele que tem por dever coordenar e zelar por um órgão que preza pelos Direitos Humanos e os represente de maneira genuína neste País. Acima de qualquer valor promovido por qualquer crença, está o respeito a todo e qualquer ser humano, garantidamente igual a seus semelhantes em deveres e direitos, sob os olhos da Constituição do Brasil. A CDHM tem claramente expressa ainda no texto de seu histórico a preocupação com a representação de: “indígenas, migrantes, homossexuais e afrodescendentes”.

Num país de democracia tão jovem, faz-se necessário gritar a plenos pulmões que a nossa cidadania não será cerceada diante de tamanha violência. Que não aceitamos a coação imunda imposta por aqueles que publicamente proferem agressões contra cidadãos que deveriam ser por eles representados em suas necessidades todas.

Nós, brasileiros, crianças, jovens, adultos, idosos, seres humanos, unidos na luta por uma representatividade verdadeira na Comissão de Direitos Humanos e Minorias do Congresso Nacional, iremos mais uma vez às ruas de todo o País e ao redor de todo o mundo, em MANIFESTO DE REPÚDIO À PERMANÊNCIA DO DEPUTADO FEDERAL MARCO NA PRESIDÊNCIA DA CDHM e EM PROTESTO CONTRA TODOS AQUELES ENCARREGADOS E, por isso, RESPONSÁVEIS POR SUA INDICAÇÃO E ELEIÇÃO (INCONSTITUCIONALMENTE A PORTAS FECHADAS, em total demonstração de falta de compromisso com a Democracia deste País) para exercer tal função.

“Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
– “Paz no futuro e glória no passado.”

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.”

“Seja o nosso País triunfante,
Livre terra de livres irmãos!”

ENQUANTO HOUVER DESRESPEITO À DEMOCRACIA NO BRASIL, HAVERÁ, A BEM DE TODOS, BRASILEIROS DISPOSTOS A LUTAR!

Melhor analise política até então que demonstra o cenário macro que enfrentamos:

Veja como foi o primeiro evento de São Paulo:

Pedra no Sapato: Grupo apartidário, popular e orgânico de reação rápida
aos escândalos diários que se dão na Política Nacional:
http://www.facebook.com/pages/Pedra-no-Sapato/456266371111842?fref=ts

https://twitter.com/PedranoSapatoSP

Opiniões controversas do deputado em vídeo:

Petição que pede a destituição de Feliciano da CDHM:
http://www.avaaz.org/po/petition/Imediata_destituicao_do_Pr_Marco_Feliciano_da_Presidencia_da_Comissao_de_Direitos_Humanos_da_Camara_Federal/?tfYbjeb

Em todo país ocorrerão atos:

Rio de Janeiro
http://www.facebook.com/events/321823457920482/

Brasília
http://www.facebook.com/events/481740001891799/?ref=3

Florianópolis:
http://www.facebook.com/events/251495138319802/
e
https://www.facebook.com/events/554527081236012/

Natal
http://www.facebook.com/events/106407749549095/

Porto Alegre
http://www.facebook.com/events/548803448483326/

Fortaleza
http://www.facebook.com/events/228308493980868/?ref=3

Belo Horizonte
https://www.facebook.com/events/348104915294107/

Curitiba
https://www.facebook.com/events/459834907423566/?ref=3

Volta Redonda
http://www.facebook.com/events/455415371197056/

Ribeirão Preto
http://www.facebook.com/events/492679180793670/?ref=3

João Pessoa
http://www.facebook.com/events/140060902832186/?ref=3

Cabo Frio
http://www.facebook.com/events/548803448483326/

Chapecó
http://www.facebook.com/events/117488858437334/

Salvador
http://www.facebook.com/events/563738633650470/?ref=3

Fortaleza
https://www.facebook.com/events/228308493980868/?ref=3

Campinas
http://www.facebook.com/events/503400349718541/?ref=3

Jundiaí
http://www.facebook.com/events/433235110085109/

Belém
http://www.facebook.com/events/279062932228018/?ref=3

Recife
http://www.facebook.com/events/259381697531265/?ref=3

Santos
http://www.facebook.com/events/549033978461063/

Pelotas
http://www.facebook.com/events/431085240309623/?ref=3

Santo André
http://www.facebook.com/events/135207669992438/?ref=3

Jacarezinho
http://www.facebook.com/events/436914013060257/

São Carlos
http://www.facebook.com/events/225014687637354/

São José dos Campos
http://www.facebook.com/events/289873961142702/?ref=3

Paraty
*entre em contado com www.facebook.com/luizakp

Buenos Aires
http://www.facebook.com/events/363210527125800/

San Francisco
https://www.facebook.com/events/226741177463779/?context=create

Paris
http://www.facebook.com/events/113224145535118/

Posted by in Shows and tagged as

17 fevereiro, 2013

Sey na mídia Golpista.

VEÍCULO: O Estado de S.Paulo
DATA: Dezembro/2005
ASSUNTO: “Ninfa do Asfalto”
7.jpg

VEÍCULO: Folha de S.Paulo
DATA: Dezembro/2005
ASSUNTO: “Ninfa do Asfalto”
11.jpg

Posted by in na mídia and tagged as

4 fevereiro, 2013

A Musicoteca lança Seychelles em primeira mão.

Confira o post!

http://www.amusicoteca.com.br/?p=7657

Show de Lançamento marcado pro dia 23 de Maio, na Av. 23 de Maio, no CCSP.

20h30

Grátis.

Posted by in na mídia and tagged as , ,

24 janeiro, 2013

HQ

4

Posted by in Fotos and tagged as

20 dezembro, 2012

Pôster Ninfa do Asfalto – Seychelles 10 anos

O Seychelles sempre teve a sorte de contar com parceiros incrivelmente talentosos, que agregaram e continuam agregando valor artístico inestimável à nossa trajetória. Quando finalizamos nosso primeiro álbum, Ninfa do Asfalto, em 2005, mostramos as músicas para o Dado Motta. Seu trabalho como desenhista, designer, artista plástico e ser humano sempre nos chamou muito a atenção. Decididamente, era a pessoa certa na ocasião para cuidar da capa do disco. Sem briefing, sem direcionamento, sem leme. Freestyle.

O resultado dessa parceria nos enche de orgulho e satisfação até hoje. Tanto é assim, que pedimos a ele que preparasse essa arte especial do Ninfa do Asfalto, à propósito das celebrações de 10 anos de banda. Aproveitamos a mensagem também para homenagear e externar nossa mais sincera gratidão por toda ajuda e contribuição do Dado Motta ao Seychelles nesses anos todos. Muito obrigado, mestre!

17 dezembro, 2012

Seychelles 10 anos

Seychelles é um arquipélago localizado dentro do coração. Uma semente plantada há exatos 10 anos, quando Fernando Coelho, Renato Cortez, Paulo “Chapolin” Rocha e eu nos reunímos para o primeiro ensaio, em dezembro de 2002. O entrosamento foi tão imediato que, desse encontro, a gente saiu com duas canções inéditas: Música Perfeita e Mantra. As letras que eu tinha escritas na ocasião e outras que fui compondo na sequência, encontraram e continuam encontrando pouso suave na base rítmica da nossa dupla drum n’ bass Renato e Chapolin, e no manancial inesgotável de melodias do Coelho – o elemento estético e comportamental que permitiu que o Seychelles viesse à luz.

Quem sugeriu montarmos a banda foi o Renato, meu parceiro musical há mais de 15 anos, baixista, produtor, iluminador de palco e multihomem do Seychelles. Depois de uma jam session matinal com Coelho em uma rave no bairro de Parelheiros (SP) no início dos anos 2000, quando deusComplexob (formado por mim e pelo Renato) e Mamma Cadela (formado por Rodrigo Fonseca e pelo Coelho) dividiram o chill-out da festa para propor nossas psicodelias minimalistas e sinceras. A química musical vivida ali foi tão certeira que a fagulha gerada acabou iluminando o início do Seychelles.

Foi o Renato também quem sugeriu de completarmos a esquadra com o Paulo “Chapolin” Rocha na bateria. Eu já conhecia ele de outras bandas e sempre ficava impressionado com suas performances, sua precisão e sua mão pesada. Contar com ele na banda era como ter contratação de luxo para o elenco, um craque. Sua chegada e sua batida ajudaram a amarrar todas as pontas que faltavam. Foi ele quem definiu como o nosso rock iria soar.

A mesma sintonia que culminou em nossas primeiras composições permanece viva até hoje e se renova a cada dia, a cada momento em que estamos juntos. Sem dúvidas, nosso maior tesouro construído nesses 10 anos de banda é termos permanecido juntos, com a mesma formação e a mesma proposta desde a semente. O mais importante é a família que a gente criou.

Em seguida, vem os nossos discos, nossas composições. A música sempre veio em primeiro lugar no Seychelles. É ela quem manda, quem decide o que pode ou não, quem tem poder de veto, quem decide o caminho. Nós músicos, instrumentos do seu desígnio, apenas procuramos estar atentos ao que ela pede. Sabendo “ouvir” o que uma canção pede durante o processo de composição, ela costuma ser muito generosa em troca. E isso é capaz de fazer muita gente feliz. (Em resumo: a música fala, nós obedecemos. A música é o dínamo, nós os operários. A ela todas as glórias, o estrelato; a nós o anonimato).

No mesmo patamar de importância, estão as pessoas que a gente conheceu, as bandas com as quais a gente tocou e as cidades por onde passamos nesses 10 anos. Ainda que a música venha em primeiro lugar em todas as nossas decisões, ela funciona também como um grande pretexto para fazer novos amigos, algo inerente à carreira do artista, já que o seu lugar é a estrada.

Esse texto não é um balanço definitivo, tampouco um epitáfio. Antes disso, é uma lente para o passado com o objetivo de apontar horizontes futuros e abrir caminho para o nosso disco novo, “Seychelles III”, que acaba de chegar, com participação especial de Edgard Scandurra e encarte assinado por Alex Senna.

Que a nossa energia possa sempre se renovar com os anos e as décadas, de modo que tenhamos motivação ilimitada para manter o vigor de tudo isso. E que a arte da qual somos instrumento tenha poder de transformação e possa sempre alcançar e beneficiar o maior número de corações e almas.

A todos que acompanham a gente nessa jornada, nossa mais sincera gratidão! Que o Seychelles tenha capacidade infinita para supreender e fazer sentido na vida de cada um!

Amor,
Gustavo


Foto por Rodrigo Erib. 2005